Efeitos colaterais da felicidade

Atualizado: 10 de mai.



Vimos anteriormente que se tem algo que pode realmente nos fazer felizes são as conexões que conseguimos estabelecer de forma saudável com as pessoas à nossa volta e isso é essencial ao ser humano, mas você já parou para pensar como esse sentimento ecoa no nosso físico, pessoal e profissional?

Quando mantemos experiências mais profundas como qualidade de vida, relacionamentos, meditação etc… que proporcionam a sensação de felicidade de forma prolongada, nosso cérebro passa por adaptações que podem trazer grandes benefícios a nossa saúde física e mental, além de apresentar melhor desempenho profissional. Um estudo de 2013 da Universidade de Yale demonstra que os indivíduos que apresentam maiores níveis de motivação e engajamento no trabalho e consequentemente melhor produção, tem um comportamento extremamente otimista perante a vida, seus relacionamentos e especialmente em relação às experiências ruins.


Calma, sabemos que não é fácil se manter otimista o tempo todo, no entanto, quando você busca estabelecer isso como um padrão para as coisas simples do seu dia a dia, você passa a moldar o seu olhar de forma a enxergar a vida com mais leveza e alegria, ao passo que isso também muda nosso cérebro,e como resultado você tem um maior controle da ansiedade, compulsão, autocontrole, diminuição do estresse, maior facilidade em ressignificar acontecimentos ruins, melhor função cognitiva, melhor controle da pressão arterial, melhor resistência a dores, entre tantos de uma lista imensa que seria impossível descrever.


DICA DE FERRAMENTA: THE HAPPINESS PLANNER


Este aplicativo funciona como um calendário para ajudá-lo a cultivar a felicidade. Oferecendo uma lista de atividades diárias que podem colaborar com hábitos mais felizes.


episódio do podcast sobre o tema




12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo